Home Guarulhos Política 1º Debate de Guarulhos transmitido pela Rede Bandeirantes de Televisão

postheadericon 1º Debate de Guarulhos transmitido pela Rede Bandeirantes de Televisão

Aconteceu no último dia 11 de agosto das 10h00 ao meio dia, o primeiro debate em rede nacional transmitido pela Rede Bandeirantes de Televisão, de seis candidatos ao cargo de prefeito da cidade de Guarulhos foram eles: Sebastião Almeida (PT), Carlos Roberto de Campos (PSDB), Jovino Candido (PV), Alan Neto (DEM), Wagner Freitas (PP) e Ederaldo Batista (PSOL). Joel Paradella (PSTU) não participou do debate, por falta de representatividade. 
O debate foi divido em quatro blocos, cada candidato teve um minuto e meio para responder ou formular suas perguntas. Em caso de ofensa os candidatos tiveram a seu serviço uma banca formada por dois jornalistas e um advogado, para analisar o direito de resposta. O jornalista mediador do debate foi Fábio Pannunzio, que iniciou   perguntando aos candidatos sobre os problemas da cidade como transporte e saúde e o que os candidatos pretendem fazer na primeira semana de mandato. 
 
Pela ordem de sorteio Wagner Freitas iniciou falando sobre  desenvolvimento, oportunidades aos jovens, aprovação e  ampliação do bilhete único e resgate do funcionalismo. O candidato Ederaldo defendeu os trabalhadores e criticou a saúde, Carlos Roberto falou que muitos não sabem da existência do Aeroporto Internacional em Guarulhos e enfocou a formação de profissionais. Jovino disse que irá inventariar a Prefeitura, retomou o passado quando foi prefeito, e  atacou Almeida falando de atraso de pagamentos.
 
Almeida enfocou a crise mundial e seu reflexo numa cidade industrial como é Guarulhos, falou da Educação da entrega dos 5 CEUs e que irá entregar mais 5 até o final deste ano. No transporte público falou da implantação do bilhete único, do aumento do transporte coletivo, que também é grátis para as pessoas com mais de 60 anos, falou dos  corredores de ônibus que estão sendo construídos.
 
Nos demais blocos os cinco candidatos se uniram para atacar o atual prefeito Almeida com críticas a sua administração enfocando em primeiro plano a saúde púbica e o transporte coletivo. O candidato do PV fez críticas ao aumento da dívida pública e aos baixos reajustes dos salários dos servidores, Almeida revidou falando do plano de carreira para 80% dos servidores. Relembrou  Jovino, de quando ele foi vice –prefeito de Guarulhos e os funcionários públicos ficaram quatro meses sem receber salário. Carlos Roberto fez ataques a Almeida citando contratos de obras. Em nenhum momento nenhum dos candidatos discordaram dos CÉUs, das obras de urbanização de favelas, das obras de  tratamento de esgoto do bilhete único e das mudanças no transporte coletivo assuntos  enfocado  por Almeida durante o debate.
 
No último bloco reservado para as considerações finais dos candidatos, Almeida utilizou seu espaço para dizer que o candidato Carlos Roberto foi condenado em primeira  instância por sonegação em processo na 1ª Vara Federal de Guarulhos, há três anos e quatro meses de prisão. Carlos Roberto solicitou direito de resposta, que lhe foi negado pela banca. 
Enquete
O que você achou do novo site?
 
Banner

Assine nossos informativos eletrônicos gratuitos.


Nome:

Email:

 
 
 
 
 
 
  • Advertisement
  • Advertisement