Home Guarulhos Cidade Servidores públicos municipais de Guarulhos fazem greve nesta quinta

postheadericon Servidores públicos municipais de Guarulhos fazem greve nesta quinta

Eles reivindicam reajuste salarial. Paralisação começou nesta quarta-feira.

Os servidores públicos municipais de Guarulhos, na Grande São Paulo, estão em greve, nesta quinta-feira (23). Eles pedem reajuste salarial para a prefeitura. Parte das escolas e dos postos de saúde estão sem funcionamento.

Uma escola, a 800 metros da prefeitura, colocou um cartaz na porta e avisou que a merenda seria seca, porque as cozinheiras aderiram à greve. Pais de alunos desavisados, encontraram os portões fechados.

Este é o segundo dia de paralisação, que começou nesta quarta-feira (22). Foi feita uma assembleia e os servidores decidiram manter a greve.

Em nota, a prefeitura afirmou que metade do funcionalismo já está recebendo o aumento salarial maior que a inflação, porque está migrando para um novo regime de carreira - são cerca de 12 mil dos 24 mil servidores da cidade. Para a outra metade, que vai continuar no regime antigo, a proposta é de reajuste de 2%. Veja a íntegra da nota abaixo.

Nota Oficial da Prefeitura de Guarulhos
"Em reunião de negociação realizada no final da manhã desta quarta-feira junto ao Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública, a Prefeitura refez a proposta para a categoria a fim de beneficiar um maior número de trabalhadores. Em acordo com as lideranças sindicais, os secretários de Gestão, Adam Kubo, e da Fazenda, Ibrahim El Khadi, ofereceram reajuste de 21,7% na cesta básica, abono de R$ 100,00 para quem recebe menos de R$ 2.100,00, o que beneficiaria 8.556 trabalhadores, mais 10% no Vale Alimentação/Refeição e concessão da 13a cesta básica no final do ano.

Com a nova oferta da Prefeitura, o valor do Vale Alimentação/Refeição saltaria dos atuais R$ 495,00 para R$ 545,00 já a partir de maio e a cesta básica para R$ 140,00. Além destas concessões, os representantes da Administração reiteraram os benefícios já oferecidos aos servidores neste ano, com a transposição para o Regime Próprio, já que mais da metade do funcionalismo terá um aumento nos salários acima da inflação acumulada. Um grande contingente, inclusive, com ganhos superiores a 10%.

Diante da proposta, causou estranheza à administração decisão da assembleia dos servidores, realizada com um número reduzido de funcionários na frente do Paço, que rejeitou a proposta e optou pela greve. Desta forma, os servidores rejeitaram duas outras concessões acertadas no encontro que seriam o abono do dia parado nesta quarta-feira e o pagamento da cesta básica neste mês de maio." Fonte: G1

Banner

Assine nossos informativos eletrônicos gratuitos.


Nome:

Email:

 
 
 
 
 
 
  • Advertisement
  • Advertisement
  • Advertisement