Home Guarulhos Cidade Sindicato consegue nova contraproposta e greve termina

postheadericon Sindicato consegue nova contraproposta e greve termina

  Foram nove dias de paralisação, de tensão, de luta e muita mobilização do funcionalismo. O saldo de toda essa batalha é positivo, pois, vale lembrar, a proposta do prefeito Guti era reajuste zero. A categoria rechaçou e decretou greve.

Nesse ínterim, houve duas audiências na Justiça, suscitadas pelo governo. A audiência no TRT-SP, dia 27, produziu uma proposta que os trabalhadores acharam insuficiente. O movimento seguiu. Houve novas assembleias, passeata, pressão, mobilização. A Prefeitura apelou ao Tribunal de Justiça e a audiência de conciliação no TJ do Estado de São Paulo aconteceu no meio da tarde desta quinta (30).

Nosso Sindicato foi representado pelo presidente Pedro Zanotti Filho, a diretora Renata Grota e o advogado Marcelo de Campos Mendes Pereira. O audiência foi mediada pelo desembargador Arthur Marques da Silva Pinto. Uma Comissão formada por Cozinheiras, Atendentes SUS e Agente Escolar, além de dois Estatutários, também acompanhou a audiência.

Assembleia - No Tribunal de Justiça, o Stap mostrou a proposta que a assembleia de ontem (29) havia aprovado em frente ao Paço Municipal. Houve debates, e o governo apresentou seus números ao TJ, em nova contraproposta. O Sindicato rejeitou na mesa, exigindo melhora no índice salarial. Com isso, obtivemos mais 0,5% de reajuste junto à Prefeitura.

A assembleia, já no final da tarde, foi conduzida por nossos diretores, e os membros da Comissão também usaram da palavra. O advogado dr. Marcelo fez a avaliação jurídica da proposta e dos rumos da campanha salarial. Feito isso, nosso presidente Pedro Zanotti Filho apresentou, um a um, os itens da proposta, com as devidas explicações. Ao final, a assembleia aprovou por imensa maioria, quase que por unanimidade.

A assembleia aprovou:

- Abono mensal de R$ 80,00 para quem ganha até R$ 2.502,00
- Reajuste nos valores do VR/VA e cesta da básica, de 5%
- Reajuste salarial de 2%, parcelado, sendo assim: 
1% em maio 
0,5% em setembro 
0,5% em novembro 
- Dias parados. Não haverá desconto. Os mesmos serão compensados.

Valeu a pena - Nosso secretário-geral Rogério de Oliveira avalia que a greve foi dura e longa, mas terminou com ganhos para todos os trabalhadores, ainda que a proposta tenha ficado aquém da aprovada pela assembleia na quarta (29). Rogério conclui: "O pessoal se portou como categoria profissional e não se fixou apenas na função. Todos os trabalhadores ganharam".

Pedro - O presidente Pedro Zanotti Filho exaltou o espírito de luta dos Servidores. Ele diz: “Todo prefeito que desafia o funcionalismo acaba pagando pra ver. Com o Guti não foi diferente. Teve de rever sua proposta e apresentar melhorias. O funcionalismo é estável, os governantes passam, a luta continua”.

Acordo vale a partir de 1º de maio. Fonte: STAP Guarulhos.

Banner

Assine nossos informativos eletrônicos gratuitos.


Nome:

Email:

 
 
 
 
 
 
  • Advertisement
  • Advertisement